Connect with us

Televisão

Bonner e Renata homenageiam os 50 mil mortos pelo coronavírus: “A história atribui glória e desonra”

Claudio Augusto

Publicado há

em

O “Jornal Nacional” deste sábado (20) começou de uma forma diferente. William Bonner e Renata Vasconcellos abriram o telejornal lamentando os mais de 50 mil mortos pelo coronavírus no Brasil. O número foi alcançado hoje.

No editorial, os apresentadores do telejornal lembraram que as vidas perdidas importam e que tudo vai passar: “50 mil não são um número, são pessoas que morreram numa pandemia. Elas tinham família. Mães, pais, filhos, irmãos… Tinham amigos, conhecidos, colegas de trabalho como nós aqui somos. E nós, como nação, devemos um momento de conforto para todos eles”, disse Bonner.

Renata continuou: “Quando tudo isso passar, a história, com H maiúsculo que vai contar para as edições futuras como tudo isso aconteceu. A história vai registrar tudo aquilo de valoroso de todos aqueles que fizeram de tudo para conter a pandemia.

Por fim, Bonner alfinetou quem não se esforçou para conter a pandemia: “A história vai registrar também aqueles que se omitiram, que foram negligentes, que foram desrespeitosos. A história atribui gloria e atribui desonra. E história fica para sempre”, finalizou o jornalista.

Jornalista formado pela UFG (Universidade Federal de Goiás), com passagem pela Rádio Universitária (UFG) e TV Anhanguera de Goiânia.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

⚡EM ALTA