Connect with us

Famosos

Zélia Duncan dispara contra Bolsonaro: “Ele não é coveiro. É um urubu”

Claudio Augusto

Publicado há

em

Zélia Duncan

A cantora Zélia Duncan criticou a gestão do presidente Jair Bolsonaro no combate ao novo coronavírus pelo Brasil. Ela relembrou uma frase polêmica do mandatário e ainda afirmou que ele não trabalha.

“Ele não é coveiro, coveiros trabalham. Ele é um urubu!“, disparou a intérprete em sua conta do Twitter. Nos comentários, vários seguidores concordaram com a afirmação. Alguns até mesmo defenderam os urubus. “Urubus também trabalham, são imprescindíveis pra darem fim à carniça, evitando doenças. Perdão, mas Bolsonaro não merece ser comparado nem a eles. Nem aos vírus ou bactérias; muitos também são úteis”, disse um internauta. “Sinto discordar. Os urubus também fazem um trabalho importante quando comem carniça, deixando assim, o ciclo da natureza seguir. Bolsonaro não faz parte da natureza, não é natural, não sei descrevê-lo”, afirmou outro seguidor.

Artistas criticam Bolsonaro

Bolsonaro tem recebido uma série de críticas quanto ao seu posicionamento em relação à pandemia. Uma das artistas insatisfeitas é Patrícia Pillar. Segundo ela, o mandatário dá vários exemplos negativos à população, agravando ainda mais o quadro de mortos e infectados no país.

As afirmações foram dadas em uma entrevista ao jornalista Ancelmo Gois, do Jornal O Globo. “A curto prazo não enxergo nenhum luz, só estupidez e destruição”, disse ela, ao afirmar que não vê perspectiva de melhora por parte de Bolsonaro.

A intérprete, longe das telas desde Onde Nascem os Fortes (2018), também citou as irregularidades na condução de outras áreas do país: “[São] perdas irreparáveis em Educação, Meio Ambiente, Cultura, Relações internacionais”.

“E o pior, são mais de 75 mil mortes pela Covid até agora”, lamentou Patrícia, que disse que estes dados mostram a ineficiência do presidente. Contudo, a atriz se mostrou esperançosa quanto ao futuro: “Mas, ao fim, eu sempre acho que o Brasil é forte o suficiente para ser capaz de sair de um momento de caos como este”, encerrou Patrícia Pillar.

Jornalista formado pela UFG (Universidade Federal de Goiás), com passagem pela Rádio Universitária (UFG) e TV Anhanguera de Goiânia.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Publicidade

⚡EM ALTA