Famosos Claudio Augusto

Rita Cadillac revela que pediu auxílio emergencial do governo: ‘Ajudou muito’

Rita Cadillac revela que pediu auxílio emergencial do governo: ‘Ajudou muito’

Rita Cadillac, uma das mais famosas ex-chacretes, revelou que também precisou recorrer ao auxílio emergencial de 600 reais oferecido pelo Governo Federal em meio a pandemia de coronavírus. Aos 66 anos, Rita está sem trabalho desde março e, como se enquadrou nas regras para ter acesso ao dinheiro, fez a solicitação.

Ela deu a afirmação em uma entrevista concedida ao portal UOL. “Peguei sim, não sou besta. Ajudou muito, pagou minha internet, minha luz e parte do aluguel. Tenho pouco dinheiro guardado. E quem não tem, faz o que com R$ 600? Nem em comunidade dá para morar e comer com esse valor. O governo precisa proteger os mais vulneráveis. Sei que minha área vai ser a última a ser liberada. Até o futebol vai voltar, já existem jogos sem público. Agora, show sem plateia? Oi? Minha agenda estava lotada de março até o fim de maio, tinha muito show para fazer. Foram todos cancelados e eu, claro, não vi esse dinheiro”, disse Rita, que teve todos os seus shows cancelados pela pandemia.

+Leo Dias revela porque Silvio Santos afastou Lívia Andrade: ‘Está com raiva de mim’

Além disso, a ex-chacrete comentou como tem enfrentado a solidão durante a quarentena: Faço chamadas de vídeo com meus amigos todos os dias, mas é tão ruim não poder abraçar nem beijar as pessoas que a gente ama, né? Além disso, o Paulinho, meu cabeleireiro, tá passando a quarentena aqui comigo, e meu irmão, que mora aqui no mesmo prédio em que moro, vem jantar aqui toda noite. Ele fica na poltrona, eu, no sofá, a uns dois metros de distância. Como tenho o Pietro [seu cachorro], preciso sair para passear com ele. Sempre de máscara, dou a volta no quarteirão, paro no restaurante, cotovelo daqui, cotovelo dali. Só que estou cansada de andar só nesse quarteirão.

Claudio Augusto

Sobre o autor | Website

Jornalista formado pela UFG (Universidade Federal de Goiás), com passagem pela Rádio Universitária (UFG) e TV Anhanguera de Goiânia.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.