Famosos

Paulo Gustavo morre vítima da Covid-19 após 53 dias de internação

Humorista tinha 42 anos

Paulo Gustavo não resistiu às complicações da Covid-19 e morreu na noite desta terça-feira (04/05) aos 42 anos de idade. O humorista estava internado desde o dia 13 de março e enfrentou a doença por 53 dias.

Ademais, Paulo Gustavo teve piora no estado de saúde no último domingo (02) após sofrer embolia pulmonar e lesões no cérebro. Antes disso, ele tinha quadro de melhora e até mesmo interagiu com os médicos e os marido Thales Bretas no dia da piora.

Porém, ainda nesta terça, um novo boletim de saúde informou que ele tinha quadro se saúde irreversível, mas ainda tinha sinais vitais. E, por volta das 21h12, o artista faleceu.

Paulo Gustavo deixa o marido Thales Bretas, os filhos ainda pequenos Gael e Rome. Além disso, o pai, Júlio Marcos, da irmã, Juliana Amaral, e da mãe, Déa Lúcia Amaral, que inspirou a criação de Dona Hermínia.

Carreira de Paulo Gustavo

Paulo Gustavo Amaral Monteiro de Barros nasceu no dia 30 de outubro de 1978 em Niterói, Rio de Janeiro. Foi na cidade que ele estudou teatro na Casa das Artes de Laranjeiras. Curiosamente, na mesma turma de Fábio Porchat.

Ademais, sua estreia foi na peça “O Surto”, em que dividia a direção com Fernando Caruso, em 2004. E foi nela que apresentou a personagem Dona Hermínia pela primeira vez.

Mal sabia Paulo Gustavo que ela marcaria toda sua carreira. Assim, Dina Hermínia ganhou peça própria em 2006 e chegou ao cinema sete anos depois. Os três filmes venderam juntos 26 milhões de ingressos entre 2013 e 2020. Já o terceiro filme teve a maior arrecadação da história do cinema brasileiro, com R$ 182 milhões de bilheteria.

Claudio Augusto

Jornalista formado pela UFG (Universidade Federal de Goiás), com passagem pela Rádio Universitária (UFG) e TV Anhanguera de Goiânia.

Veja também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo