Connect with us

Notícias

Padre Robson vinha sendo chantageado por hacker com quem vivia um romance, aponta investigação

Lucas Guedes

Publicado há

em

De acordo com informações e depoimentos colhidos pela Justiça de Goiás junto ao Ministério Público estadual e à Polícia Civil, o padre Robson de Oliveira vinha sendo extorquido por um hacker que pediu R$ 2 milhões para não divulgar na mídia e ao vaticano provas de que ele vivia um relacionamento amoro com uma mulher.

No documento exibido pelo juiz Ricardo Prata a maior surpresa é de que o hacker que ameaçava o padre Robson também vivia um romance com ele. As extorsões aconteceram por quase dois meses e o sacerdote se via amedrontado com o risco de denegrir sua imagem pessoal e também como cristão.

Segundo o Ministério Público, as chantagens começaram no dia 24 de março de 2017, quando um hacker que se denominava “detetive Miami” pediu uma fortuna para não revelar informações pessoas do padre. O religioso acionou a polícia e foi orientado a aceitar a proposta. A polícia Civil acompanhou as transações e conseguiu prender os criminosos. O valor usado no pagamento foi recuperado e está depositado em conta judicial, aguardando liberação para retornar às contas da Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe).

+Padre Robson se defende de investigação por desvio de dinheiro doados por fiéis

Padre Robson foi afastado de seus compromissos com a igreja

Enquanto é investigado, Robson de Oliveira foi temporariamente suspenso pelo arcebispo metropolitano Dom Washington Cruz e não poderá celebrar missas. O padre também foi afastado da reitoria do Santuário Basílica de Trindade e da presidência da Afipe.

Jornalista formado em 2019, atuando no Todo Canal para transmitir informação e entretenimento.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

⚡EM ALTA