Connect with us

Famosos

Marcão do Povo sugere campo de concentração para infectados com coronavírus e revolta web

Claudio Augusto

Publicado há

em

Marcão do Povo, apresentador do “Primeiro Impacto“, do SBT, causou revolta na manhã desta quarta (08/04) ao sugerir um ‘campo de concentração’ para infectados com coronavírus pelo país.

“Não seria interessante pegar, por exemplo, montar um campo de concentração, com equipamentos sofisticados, com os melhores profissionais e colocar essas pessoas com problemas e sintomas… E acaba também de ter que espalhar dinheiro pros estados. Esse negócio de vários governadores que nem sequer um caso foi comprovado e o estado decretou calamidade. O estado tem necessidade de decretar calamidade? Não tem!”, argumentou o jornalista.

Além disso, Marcão sugeriu que, os governadores que descumprissem a ordem fossem presos pelo exército, com aval do presidente Jair Bolsonaro: “O senhor [Jair Bolsonaro] é o presidente da República, dá um decreto, põe o exército nas ruas, e aí o governador que descumprir… cana. Monta um campo, um local adequado e trata as pessoas lá. Os comércios abre e funcionam tudo normalmente, para não ter esse negócio de espalhar dinheiro e todo mundo estar vivendo desse jeito”.

Vale lembrar que os campos de concentração foram usados como mecanismo dos nazistas para encarcerar e matar milhares de judeus no período da Segunda Guerra Mundial. Por lá, as pessoas eram torturadas, faziam trabalhos forçados e, depois disso tudo, eram mortos por asfixia em câmaras de gás.

Confira o vídeo da declaração de Marcão do Povo

Ademais, nas redes sociais, os internautas detonaram a afirmação.

 

Jornalista formado pela UFG (Universidade Federal de Goiás), com passagem pela Rádio Universitária (UFG) e TV Anhanguera de Goiânia.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

⚡EM ALTA