Famosos

Leão Lobo relembra estupro coletivo que sofreu aos 16 anos: “Chorei muito”

O jornalista Leão Lobo, de 66 anos, falou sobre o trauma que passou aos 16 anos, quando foi vítima de um estupro coletivo. O desabafo foi feito no programa “SuperPop”, de Luciana Gimenez, que vai ao ar nesta segunda (7).

“Estava em Mongaguá (em São Paulo), vi um rapaz deitado na areia e o achei muito bonito. Fui e voltei, até que ele levantou e me chamou para ir a um lugar com ele. Me levou para uma casa e quando cheguei lá tinham mais quatro rapazes. Eles trancaram a porta com um prego e é mais fácil eu te dizer o que não chegou a acontecer ali, de tanta coisa que aconteceu”, revelou.

Em seguida, Leão Lobo contou que teve que fazer terapia para superar o abuso. Além disso, disse que tudo foi tão assustador que apagou o episódio da memória: “Foi tudo tão violento a ponto de eu esquecer. Só consegui lembrar disso de novo na terapia, anos depois, e chorei muito. Fiquei muito mal porque foi bem forte”.

Ainda na entrevista, o apresentador, que foi um dos primeiros da TV a se assumir gay, defendeu a discussão sobre o assunto, mas sem exageros: “Precisamos discutir e militar, mas com sutileza. Tudo o que é excessivo acaba indo para um caminho contrário. Não adianta ir para a Parada [Gay] e ficar pelado, tirar a roupa… Não precisa disso. A palavra é tudo”, opinou.

Claudio Augusto

Jornalista formado pela UFG (Universidade Federal de Goiás), com passagem pela Rádio Universitária (UFG) e TV Anhanguera de Goiânia.

Veja também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo