Televisão

Homem grita ‘Globo lixo’ no Jornal Hoje e Maju Coutinho rebate ao vivo

Maju rebateu os xingamentos

A edição do “Jornal Hoje” deste sábado (03) na Globo foi interrompida por um homem que invadiu um link ao vivo da emissora aos gritos de ‘Globo lixo’. E Maju Coutinho, apresentadora da atração, rebateu a crítica.

Ademais, tudo começou quando Maju chamou a participação do repórter Jeferson Ageitos, diretamente do Rio Grande do Sul. Com isso, na reportagem, ele falava sobre a autorização que o governo do estado deu para a abertura do comércio neste sábado (03).

Então, o link flagrou filas e aglomeração de pessoas que queriam comprar ovos de Páscoa. Contudo, neste momento, um homem começou a entoar gritos de ‘Globo lixo’. O repórter seguiu com seu trabalho com os xingamentos ao fundo. E, por fim, o anônimo ainda completou: “É isso que vocês são: lixo”.

Quando o repórter entregou para Maju Coutinho, a jornalista não ficou calada e rebateu os insultos. “É isso, Jeferson. Somos solidários a você, que está trabalhando. A gente ouviu os xingamentos, mas você está trabalhando, cumprindo a sua função de informar e bem informar. Obrigada”, declarou.

Maju e polêmica com “o choro é livre” no “Jornal Hoje”

Maju Coutinho expressou uma frase polêmica durante o “Jornal Hoje“, da Globo, na tarde do último dia 17 de março ao falar sobre as restrições contra a pandemia da Covid-19. Ademais, durante seu discurso, ela defendeu as medidas tomadas por prefeitos e governadores e enfatizou seu ponto de vista com a frase “o choro é livre”.

“Os números da pandemia não param de subir e as medidas restritivas de circulação estão se espalhando. Os especialistas são unânimes que essas são medidas indispensáveis agora para conter a circulação do vírus. O choro é livre, não dá pra gente reclamar”, disse a jornalista.

Com isso, a frase irritou principalmente apoiadores do presidente da República Jair Bolsonaro. “Lembrando que essa Maju Coutinho é aquela blogueira que anos atrás foi “vítima de racismo”. Quando aconteceu, imploraram empatia por ela. Olha como ela devolve…”, disse um perfil.

“Você ficou desempregado? Perdeu seu negócio? Não consegue emprego? A Maju Canhotinho da Rede Globo tem um recado para você que não tem o salário na sua conta: “o choro é livre””, protestou Allan dos Santos, apoiador ferrenho de Bolsonaro. No dia seguinte, após a polêmica, Maju Coutinho pediu desculpas pela expressão.

Claudio Augusto

Jornalista formado pela UFG (Universidade Federal de Goiás), com passagem pela Rádio Universitária (UFG) e TV Anhanguera de Goiânia.

Veja também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo