Televisão

Datena abre o jogo e conta em quem votaria para presidente em 2022

Jornalista disse que votaria em Alexandre Kalil

Datena abriu o jogo durante o “Brasil Urgente” da última quarta-feira (07) e disse em quem pretende votar para presidente nas próximas eleições, em 2022. Ademais, o assunto no programa eram erros e acertos de políticos na gestão durante a pandemia. Então, Datena citou o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, como um exemplo positivo.

“Daqui a pouco eu vou falar com prefeito de Belo Horizonte, que, aliás, se ele fosse candidato a presidente da república, eu votava nele, que é um cara que macho. Falou o que tem que falar, não guarda a língua na boca não. Ele vai falar um monte de verdade que esses políticos tem que ouvir. Você entendeu? Esse é o grande detalhe”, disse o jornalista. Confira a declaração de Datena no minuto 2h32′.

Datena ataca João Dória

José Luiz Datena atacou o governador de São Paulo João Dória durante o “Brasil Urgente” no início de março ao vivo na Band. Ademais, o jornalista cobrou alguma ação que diminua os prejuízos dos comerciantes durante a fase vermelha de combate à Covid-19 no estado. Além disso, Datena questionou por que o governador não tomou medidas mais restritivas durante as eleições de 2020.

“O governador de São Paulo foi avisado que o estado ia ficar do jeito que está pelo Centro de Contingência. Agora ele ouve o centro de contingência, que já passou eleições. Esperou dois, três meses. Em ciência, você não pode esperar um dia. Tem outra fala do Boulos aí, avisando o governador de São Paulo, que a situação era gravíssima e que ele tinha que ter colocado São Paulo em fase vermelha naquela época. Senão ia explodir tudo, como está explodindo agora”, disse.

Em seguida, Datena falou sobre a situação dos comerciantes. “Eu quero saber como é que os comerciantes, fechados como eles vão ficar, vão sobreviver. Porque esses já são sobreviventes da primeira onda, em que ele fechou quase tudo e, na realidade, continuou cobrando imposto. E sobe o ICMS agora e fecha de novo. Como é que o cara vai sobreviver?”, questionou.

Leia mais > Ratinho detona Dudu Camargo e dispara: “Só Silvio Santos gosta dele”

O jornalista cobrou de João Dória medidas que ajudem o comércio durante a fase vermelha. “A chiadeira é total e os caras estão chorando as mágoas porque tem razão de chorar mesmo. Como é que você vai fechar… pelo menos corta o ICMS enquanto estiver fechado os caras. Sei lá. Alguma coisa tem que dar para o cara que está fechado. Não pode o cara fechado ser cobrado imposto do mesmo jeito que estivesse aberto. Ele não está faturando. Quem não quebrou, vai quebrar”, afirmou.

Por fim, Datena disse não ser contra o lockdown. “Eu não sou contra fechar, já que é o único jeito, não tem vacina, tem que ter distanciamento. Agora como é que você vai manter esses caras fechados, se eles já estão quebrados. Alguma vantagem esses caras têm que ter”, encerrou.

Claudio Augusto

Jornalista formado pela UFG (Universidade Federal de Goiás), com passagem pela Rádio Universitária (UFG) e TV Anhanguera de Goiânia.

Veja também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo