Famosos

Agnaldo Timóteo morre aos 84 anos por conta da Covid-19

Cantor não resistiu à doença

Agnaldo Timóteo morreu neste sábado (03), aos 84 anos, vítima de complicações da Covid-19. O cantor estava internado desde o dia 17 de março na UTI do Hospital Casa São Bernardo, na Zona Oeste do Rio. Já no último dia 27 de março, Agnaldo Timóteo teve piora no estado de saúde e precisou ser intubado para “ser tratado de forma mais segura”.

“É com imenso pesar que comunicamos o FALECIMENTO do nosso querido e amado Agnaldo Timóteo. Agnaldo Timóteo não resistiu as complicações decorrentes do COVID-19 e faleceu hoje às 10:45 horas. Temos a convicção que Timóteo deu o seu Melhor para vencer essa batalha e a venceu! Agnaldo Timóteo viverá eternamente em nossos corações! A família agradece todo o apoio e profissionalismo da Rede Hospital Casa São Bernardo nessa batalha”, disse a nota enviada pela família à imprensa.

Internação de Agnaldo Timóteo

Segundo a unidade de saúde, Aguinaldo Timóteo foi internado no dia 17 de março em estado grave, porém estável.

Ainda segundo o hospital, Aguinaldo começou a sentir falta de ar na terça-feira (16/03). Com isso, foi feita uma tomografia que apontou um “acometimento de médio a grave” dos pulmões. Em seguida, ele foi medicado e isolado.

Timotinho Silva, o sobrinho do cantor, fez um post nas redes sociais e agradeceu o carinho dos fãs. “Uma imensa corrente de fé está sendo formada em prol do restabelecimento do seu quadro de saúde. A família agradece o carinho e as orações que vem recebendo de inúmeras pessoas e registra um agradecimento especial para a Rede Hospital Casa, que vem dedicando com a máxima excelência o atendimento prestado ao nosso querido Agnaldo Timóteo”, disse na ocasião

Carreira

Agnaldo Timóteo Pereira, nome completo de Agnaldo Timóteo, nasceu em Caratinga, no interior de Minas Gerais, no dia 16 de outubro de 1936. Desde pequeno era apaixonado. Tanto que começou a carreira se apresentando em circos itinerantes.

Por volta dos anos 1950, começou a cantar canções de Cauby Peixoto. E, por isso, ficou conhecido como “Cauby mineiro”. Já em 1960, se mudou para o Rio de Janeiro e começou a trabalhar como motorista da cantora Ângela Maria. E foi a própria que ajudou a projetar a carreira de Agnaldo Timóteo, o indicando para a gravação de seu primeiro disco, em 1961.

Já em 1967, foi ao topo das paradas de sucesso com o o álbum “Obrigado Querida”. Contudo, entrou para a política em 1982, quando foi eleito deputado federal no Rio de Janeiro pelo PDT. Chegou a se candidatar para governador do Rio, mas perdeu. Já em 1994 foi reeleito deputado federal. Ainda foi vereador do Rio de Janeiro em 1996, e vereador por São Paulo em 2005 e 2008.

Já em 2002, entrou para o elenco de “A Casa dos Artistas 3”, no SBT. Mas não saiu vencedor. Agnaldo Timóteo nunca se casou, mas teve três filhos: Márcio Timóteo, Marcelo Timóteo e Cícero Teixeira.

Claudio Augusto

Jornalista formado pela UFG (Universidade Federal de Goiás), com passagem pela Rádio Universitária (UFG) e TV Anhanguera de Goiânia.

Veja também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo